FALSOS DEUSES

Por (autor)Arno Gruen

5.00

Sobre o amor, o ódio a a dificuldade da paz.

O Homem procura a autonomia mas subjuga-se a autoridades; anseia pelo amor, mas faz-se dependente; segue os que lhe prometem felicidade sem reconhecer que o caminho conduz à catástrofe. Por que é que as coisas se passam assim? Quais são as causas de um comportamento tão auto-destrutivo? O autor expõe à luz do dia as raízes que jazem no nosso âmago, no nosso mais fundo interior. Aí instalaram-se já na infância, sem disso tomarmos consciência. os «falsos deuses» que seguimos para não termos de tomar consciência de como estas realidades estão no nosso íntimo. Seguimos os que nos desprezam porque odiamos a vítima que vive em nós. Desse modo instala-se a perversão do amor. Amamos o que odiamos e odiamos o que poderíamos amar. Ora esta atitude tem repercussões, tem consequências políticas: aderimos ao agressores sem disso sermos conscientes!»

Em stock

O Homem procura a autonomia mas subjuga-se a autoridades; anseia pelo amor, mas faz-se dependente; segue os que lhe prometem felicidade sem reconhecer que o caminho conduz à catástrofe. Por que é que as coisas se passam assim? Quais são as causas de um comportamento tão auto-destrutivo? O autor expõe à luz do dia as raízes que jazem no nosso âmago, no nosso mais fundo interior. Aí instalaram-se já na infância, sem disso tomarmos consciência. os «falsos deuses» que seguimos para não termos de tomar consciência de como estas realidades estão no nosso íntimo. Seguimos os que nos desprezam porque odiamos a vítima que vive em nós. Desse modo instala-se a perversão do amor. Amamos o que odiamos e odiamos o que poderíamos amar. Ora esta atitude tem repercussões, tem consequências políticas: aderimos ao agressores sem disso sermos conscientes!»

Arno Gruen, nasceu em Berlim em 1923, emigrou, em 1936 para os EUA, onde, em 1961 se doutorou em psicanálise sob a orientação de Theodor Reik, famoso analista da Escola de Viena, também emigrado para os EUA. Em 1979 transferiu-se para Zurique, na Suiça Publicou «A Traição do Eu» (1984), «A Loucura da Normalidade (1987), «Der frühe Abschied» («A Despedida Precoce»)/1988 e «Falsos Deuses» (1991). Os dois primeiros títulos foram publicados em português pela Assírio &Alvim em 1996 e 1995.
Em 2001 o seu livro «Der Fremde in uns» foi agraciado com o Geschwister-School price. Mais recentemente publicou «The Fight for Democracy».

SKU: FALSOS DEUSES
Isbn: 9789728416008
Páginas: 409
Formato: 172 x 238 x 32 mm
Publicado: 2003
Categoria:
Tag:
Autor

Editoras

Coleção

Avaliações de Clientes

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “FALSOS DEUSES”

O seu endereço de email não será publicado.

Este site está protegido pelo reCAPTCHA e a Polica de Privacidade e os Termos de serviço do Google.