Édipo

O nosso primeiro sentimento de identidade, ainda confuso e desenhando-se sobre um fundo de vivências e experiências mal definidas, que se amalgamam umas com as outras, é provavelme

Portes Grátis.

Os portes são gŕatis para encomendas acima de 5€
Em stock
SKU
821816
5,00 €

Envio das encomendas em 2 dias Ver mais...

Contacte-nos para mais informação.

Fazemos a primeira troca grátis em 3 dias.

Partilha

O nosso primeiro sentimento de identidade, ainda confuso e desenhando-se sobre um fundo de vivências e experiências mal definidas, que se amalgamam umas com as outras, é provavelmente o de sermos filhos de alguém. Filhos de dois seres que se nos apresentam no princípio de tudo, necessário e inevitável elo de ligação com tudo o mais.
Isso os qualifica de uma maneira óbvia como pais, como origem, como explicação da existência do filho. Filho que não escolheu nem desejou ser, mas que se confronta com a experiência de existir, oferecida por aqueles que desejaram que nascesse. E que lhe oferecem o privilégio de ser amado incondicionalmente, tendo o direito de tudo esperar, mesmo antes de saber o que é o desejo. João Seabra Diniz
O «Complexo de Édipo» é o termo mais célebre com que Freud cunhou o vocabulário e o pensamento do século XX. O Compêndio de Psicanálise sublinha já este facto e estende as consequências a todo o género humano: «se a psicanálise tivesse apenas no seu activo a descoberta do complexo de Édipo recalcado, isto só seria suficiente para a situar entre as mais valiosas das novas aquisições do género humano».
Mais informação
Código de Barras 9789898218162
Autor Carlos Céu e Silva
Editora Coisas de Ler
Páginas 52
Escreva a sua própria avaliação
Apenas utilizadores registados podem fazer avaliações. Por favor, inicie sessão ou crie uma nova conta